quarta-feira, julho 11, 2007

Cadê os "potrestos"?

Quando o presidente dos estados unidos norte americanos visitou este país por um breve período, houveram manifestações pelo país dos chamados punks, que parecem defender o utópico ideal anarquista. Como a liberdade individual tem seu limite quando chega o direito do próximo, parece que teríamos um equilíbrio coerente de atitudes. Infelizmente na prática, quase nunca isto se aplica. O que vemos são atitudes equivocadas que acabam por prejudicar justamente os próprios oprimidos pelo sistema político-econômico-social implantando pelo dito poder opressor. Agora que o país passa por um período extremamente vergonhoso, onde estão estes militantes com suas ações "libertárias"? Parece que existe uma alienação em relação ao que acontece no verdadeiro dia-a-dia do proletariado nacional. Então é isso, camisetas do Che Guevara ou do símbolo Anarquista, talvez livros do Trotsky, Karl Marx... Mas parece bem mais provável a desesperança, apatia civil, até alienação ao que ocorre na vida do país. Ou seriam atitudes de vandalismo e até crime, como o assassinato ocorrido com o garçom de um bar no bairro dos Jardins em SP? Alguém viu algum "potresto" nos aeroportos, diante aos caos lá estabelecido? Ah, deve ser talvez porque alguns punks prefiram o caos e também, punk que é punk, não pega avião, isso é coisa de burguês, não? Burguês?! Que estes ditos punks digam isso á um porteiro de prédio que trabalhou e juntou durante 2 anos o dinheiro para viajar de avião à sua terra natal, lá no longínquo nordeste do país, onde os parentes residem em humildes habitações, que em muitas vezes, não há um CD player pra escutar o disco do Discharge. Onde estão os "potrestos" diante das câmaras de vereadores, deputados e senadores, diante do papelão instaurado. Então é isso, para os ditos punks brazucas, é mais importante o "fora bush", "não a alca". Não interessa o que acontece à Anac, ao Renan, ao estouro do orçamente do Pan... No future for you, decontrol, anarchy in Brazil...

3 comentários:

tanaka disse...

Salve. Acompanho vosso blog e só quero deixar anotado aqui que concordo pracaralho com o que disse. Infelizmente, nestes tempos de "vale-tudo", em que imbecilidade se confunde com atitude e o fio-condutor do comportamento coletivo parece ser a fetichização e a fama, não fica "cool" se rebelar contra o que é imediato e concreto. É mais maneiro gritar "fora bush" e brincar de gringo do que ter um mínimo de comportamento civilizado com aqueles que são seus verdadeiros pares...

akirarw disse...

Salve. Que Deus abençoe estes punks, pois é muita energia direcionada para o lugar errado.

Temira disse...

Keep up the good work.

 
 
Studio Ghibli Brasil