sexta-feira, novembro 28, 2008

Arthur Rhames e o colapso da arte

Antes que chegue o mês da redenção, mesmo que seja efêmero, mesmo que seja sobre compras, perús assados e frutas secas, mesmo que seja um mero protocólo social festivo desprovido de sua essência verdadeira, aproveitemos o momento.
Ontem me peguei ouvindo o disco do Arthur Rhames, que meu amigo Sieiro me apresentou ao longo deste ano. Entre tantas injustiças na arte, a que ocorreu com Rhames sem dúvida foi uma das mais tristes e cruéis. Morreu aos 32 anos de idade vítima da AIDS em 1989 esquecido e não reconhecido. Praticava saxofone, piano e guitarra 6 horas cada instrumento por dia, totalizando 18 horas de estudo diárias. Um talento único, precioso, como disseram, a ligação perdida entre John Coltrane e Charles Gayle. Reggie Workman disse que Deus escolheu Rhames para ser seu mensageiro.
Desde os tempos antigos a história se repete, o ser humano é o mesmo, não importa se hoje ele está na era digital. A civilização segue em passos apressados sem garantia de estar na melhor direção e não há tempo e espaço para pessoas como Arthur Rhames.
No aspecto geral a arte atual é o que é porque o artísta, o ser humano que está por trás dela(se bem que muitos artístas querem estar à frente dela por vaidade) se tornou o que é.
A estética se apropriou de um espaço indevido na prioridade, o conceito se adaptou a essa invasão de território da estética, a essência perdeu sua autonomia.
Boa parte das pessoas nega que isso esteja acontecendo, mas quem tem olhos, veja, quem tem ouvidos, ouça.
Já dizia a banda punk inglesa Discharge nos anos 80:
"Hear Nothing See Nothing Say Nothing"

Ouça Arthur Rhames aqui

terça-feira, novembro 25, 2008

The king of the hill: E-Pak-Sa!!!

video
Cabuloso, tem em todo lugar, em qualquer parte do mundo. Apreciem o medley do mestre do ponchak coreano, o incrível E-Pak-Sa...

sexta-feira, novembro 21, 2008

Gylan Kain

video
Gylan Kain é um dos fundadores do grupo The Last Poets, junto de Felipe Luciano e David Nelson em 1968. Seu spoken word agressivo é acompanhado de tambores ou com músicos, como no caso do disco The Blue Guerrilla, onde o Jazz e o Freejazz estão presentes ao lado de sua poesia.
Atualmente novos artístas como Mike Ladd tem redescoberto esta combinação de spoken word e o Freejazz, como sua associação com o pianista Matthew Shipp.
Acima uma amostra sonora de Kain.

terça-feira, novembro 11, 2008

Skate Rock na rádio Sonorica

No segundo programa da rádio Sonorica, um especial com algumas bandas do Hardcore norte-americano que fizeram parte da trilha sonora do skate dos anos 80. Basta clicar no link do podcast que se encontra no lado direito da tela.

Gake no Ue no Ponyo (2008)

video
O tão aguardado filme de Hayao Miyazaki e Studio Ghibli estreou no Japão em meados de Julho deste ano. Ponyo começou a ser escrito em 2006, mesmo ano do filme dirigido por Goro Miyazaki, que alguns fãs mais radicais do Studio Ghibli, não receberam muito bem e também parte do público. Ponyo relembra em alguns aspectos o filme Tonari no Totoro, pelos protagonistas do filme serem crianças. A temática mística é forte neste belo filme, sendo que a mãe de Ponyo é semelhante a entidade mística que o brasileiro conhece. Com muita sutileza, há certos aspectos sombrios, como pacto de sangue. Mas o filme tem forte mensagem de amor e fé. Mais uma vez Hayao Miyazaki cativa.
 
 
Studio Ghibli Brasil